Inovação

Guia Scrum 2020 – Principais Mudanças

Olá, seja muito bem-vindo (a)!!!

Em novembro de 2020, Ken Schwaber e Jeff Sutherland publicaram a versão 2020 do guia Scrum.

 A nova versão do guia contém algumas mudanças, que serão explanadas a partir desse momento.

Menos Prescritivo.

Segundo consta no Guia Scrum, com o passar dos anos, o Scrum tornou-se mais prescritivo. Portanto, Ken e Jeff buscaram novamente tornar o Scrum um framework minimamente suficiente, através da remoção ou suavização de linguagens prescritivas.

Seguem algumas modificações no guia Scrum 2020 que o tornaram menos prescritivo:

  • Suavização da linguagem em relação a atributos nos itens de backlog do produto.
  • Linguagem suavizada em relação aos itens de retrospectiva no Backlog da Sprint.
  • Diminuição da seção referente ao Cancelamento da Sprint.
  • Remoção em definitivo das questões a serem utilizadas na reunião diária.

Simplificação na Linguagem utilizada.

Com o intuito de permitir que o Scrum possa ser utilizado por uma audiência mais ampla, e não apenas por profissionais de tecnologia da informação, foram eliminadas do guia muitas informações redundantes e complexas, além de citações sobre itens específicos relacionados ao trabalho de TI, tais como: testes, sistemas, design, requerimento, etc.

Por esse motivo, a versão em inglês do guia Scrum 2020 passou a possuir menos de 13 páginas, ou seja, 6 a menos em relação à versão 2017.

Algumas simplificações aplicadas ao Guia Scrum:

  • A seção Definições do Scrum da versão 2020 do guia contém um resumo do conteúdo apresentado nas seções O propósito do Guia Scrum e Definição do Scrum da versão 2017.
  • Exclusão da seção Usos do Scrum, que apresentava um resumo informando como o Scrum vem sendo utilizado ao longo dos anos.
  • Simplificação do conteúdo apresentado na seção Teorias do Scrum. Item importante: a partir da versão 2020, esta seção diz que o Scrum é baseado no empirismo e no pensamento Lean. Em versões anteriores, o guia informava que o Scrum era baseado apenas no empirismo.
Time Scrum

Time Scrum.

Certamente, a maior mudança ocorreu no Time Scrum. Desde a versão inicial do guia, ele é composto pelos seguintes papéis: o Scrum Master, o Dono do Produto e pelo Time de Desenvolvimento, que é multifuncional e auto-organizado, ou seja, ele pode escolher quem e como irá executar determinado trabalho para entregar, ao final de cada Sprint, um incremento de produto potencialmente pronto para entrega.

Entretanto, a partir da versão 2020 do guia, o Time Scrum consiste em um Scrum Master, um Dono do Produto e Desenvolvedores, ou seja, não existe mais a figura do Time de Desenvolvimento. Os seus integrantes passaram a compor, individualmente, o Time Scrum.

Adicionalmente, dentro do Time Scrum, não há sub-times ou hierarquias. O Guia diz que a equipe é uma unidade coesa de profissionais, que devem focar em um objetivo de cada vez, conhecido como Meta do Produto.  O Time Scrum normalmente é composto por menos de 10 profissionais, com o intuito de permanecer ágil e de ser possível concluir um trabalho significativo dentro da Sprint.

O Time Scrum passa a ser multifuncional e auto gerenciável, ou seja, é responsável por todas as atividades relacionadas ao produto, desde a colaboração com stakeholder, verificação, manutenção, operação, experimentação, pesquisa e desenvolvimento, e qualquer outra coisa que possa ser necessária. É uma evolução da auto organização. Sendo auto gerenciável, o Time Scrum escolhe quem, como e no que trabalhar.

Essa junção dos profissionais em um único time visa eliminar o conceito de um time separado dentro do time Scrum, pois, isso tem levado a comportamentos de “proxy”, ou de “nós e eles”, entre Dono de Produto e Time de Desenvolvimento. A partir de agora, os membros do Time Scrum devem focar no mesmo objetivo, uma vez que todos fazem parte de uma única equipe.

Uma última mudança relevante consiste em que o Scrum Master, até a versão 2017 do Scrum, era considerado somente um líder servidor. Contudo, a partir da versão 2020, o Scrum Master foi reconhecido como um líder que serve ao time Scrum e à organização como um todo. Soma-se à isso que o Scrum Master é o responsável pela eficácia do Time Scrum, auxiliando todos os demais integrantes a melhorarem as suas práticas, dentro do Framework Scrum.

Eventos Scrum.

Com a nova versão do Guia Scrum, vieram algumas pequenas mudanças em relação aos eventos do Scrum. A partir desse momento, iremos apresentá-las.

A Sprint.

Em relação à Sprint, a principal modificação refere-se ao seu cancelamento. No guia Scrum 2017 existia uma seção inteira explicando sobre o processo de cancelamento. Contudo, a versão 2020 apenas cita que a Sprint pode ser cancelada, caso a meta da Sprint fique obsoleta. Adicionalmente, é notificado que apenas o Dono do Produto pode cancelar uma Sprint.

Planejamento da Sprint

O Planejamento da Sprint.

O Planejamento da Sprint é o momento onde o Time Scrum planeja o trabalho a ser executado durante a Sprint. A principal novidade nesse evento consiste em que, a partir da versão 2020 do guia Scrum, o Planejamento da Sprint passa a abordar três tópicos:

  • Tópico um: Por que esta Sprint é valiosa?
    • É um novo tópico adicionado ao evento, onde o Dono do Produto irá propor como, durante a Sprint, será agregado mais valor e utilidade ao produto em desenvolvimento. Nesse momento, o Time Scrum colabora para definir a meta da Sprint.
  • Os demais tópicos são os mesmos que já existiam anteriormente:
    • Tópico dois: O que pode ser feito nesta Sprint?
    • Tópico três: Como o trabalho escolhido será realizado?

A Reunião Diária.

Desde a versão 2017 do Guia Scrum já é permitido aos desenvolvedores definirem como irão estruturar este evento, desde que se cumpra o objetivo principal: inspecionar o progresso em direção à meta da Sprint e adaptar o Backlog da Sprint, caso necessário. As três perguntas a serem utilizadas nesse evento, apesar de constarem no guia, passaram a ser apenas uma sugestão:

  • O que eu fiz ontem que ajudou o Time de Desenvolvimento a atingir a meta da Sprint?
  • O que eu farei hoje para ajudar o Time de Desenvolvimento atingir a meta da Sprint?
  • Eu vejo algum obstáculo que impeça a mim ou o Time de Desenvolvimento no atingimento da meta da Sprint?

A partir da versão 2020 do guia, as perguntas foram oficialmente removidas. Portanto, lembre-se: as mesmas, embora possam ser utilizadas, não são obrigatórias e deixaram de fazer parte do Scrum.

Outro tópico importante: o Guia Scrum 2020 diz que a Reunião Diária é um evento, com timebox de 15 minutos, para os Desenvolvedores do Time Scrum. Entretanto, caso o Dono do Produto e/ou Scrum Master estejam trabalhando ativamente na construção dos itens do backlog, também podem participar da reunião, mas no papel de Desenvolvedores.

Revisão da Sprint

A Revisão da Sprint.

Para o evento de revisão da Sprint, pode-se perceber duas modificações principais:

  1. Exclusão dos tópicos que apresentavam os elementos que deveriam ser incluídos na revisão, pois, os mesmos acabavam prescrevendo como o evento era realizado.
  2. Até a versão 2017, o Dono do Produto era o responsável por convidar os Stakeholders que deveriam participar do evento. A partir da versão 2020, o Guia Scrum cita que a Revisão da Sprint é o momento onde o Time Scrum apresenta, para os principais Stakeholders, os resultados obtidos na Sprint. Ou seja, não explicita mais quem deve convidá-los para o evento. Portanto, cuidado ao prestar o exame a partir de 2021, pois, na nova versão do Scrum, é o Time Scrum quem convida os Stakeholders que irão participar da reunião de revisão.

A Retrospectiva da Sprint.

No guia Scrum 2017, foi incluído ao evento de Retrospectiva uma prescrição que dizia ser necessário adicionar à próxima Sprint a implementação de melhorias que foram identificadas durante a reunião.

Entretanto, a partir da versão 2020 do Guia Scrum, foi retirada essa obrigatoriedade. O guia passou apenas a sugerir que as melhorias mais impactantes sejam endereçadas o mais rapidamente possível e que, inclusive, elas podem ser adicionadas ao Backlog da próxima Sprint.

Artefatos do Scrum.

Para finalizar as novidades, falaremos sobre os artefatos do Scrum. As versões anteriores do Guia Scrum descreviam a Meta da Sprint e a Definição de Pronto com os artefatos. Entretanto, eles não consistiam realmente em artefatos e os mesmos acabavam não possuindo uma identidade.

Portanto, a partir da versão 2020 do guia Scrum, esses itens passaram a ser considerados compromissos para os artefatos. O intuito do compromisso consiste em assegurar que o artefato proverá as informações necessárias para aumentar a transparência e o foco rumo ao seu progresso.

Segue o compromisso de cada artefato do Scrum:

  • O compromisso do Backlog do Produto é a Meta do produto.
    • Ela irá retratar um estado futuro para o produto.  Dessa maneira, o Backlog do Produto irá evoluir a fim de identificar os itens a serem desenvolvidos que permitirão atingir a Meta do Produto.
  • A Meta da Sprint consiste no compromisso para o Backlog da Sprint.
  • Finalmente, o compromisso para o incremento é a Definição de Pronto.

Conclusão.

Finalizamos a apresentação das principais novidades que constam no Guia Scrum 2020. Entretanto, recomendo fortemente que você baixe a última versão do guia e estude-o atentamente.

Segue endereço para a obtenção do Guia Scrum. https://scrumguides.org/

Agradecemos pela atenção e até a próxima!!!

Aprenda Scrum

Formação em Scrum – Preparatório para a Certificação PSM-I. 

Referência Bibliográfica

SCHWABER, Ken; SUTHERLAND, Jeff. Guia do Scrum.  Um guia definitivo para o Scrum: As regras do Jogo, 2020. Disponível em: http://www.scrumguides.org. Acesso em: 25 nov. 2020.